Associação Portuguesa de Psicogerontologia

Campus neurológico sénior

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Partilhar no LinkedIn

Campus neurológico sénior

Torres Vedras vai ter um complexo integrado de saúde, com características únicas no país, cuja construção pode já ser observada na zona da encosta do Varatojo.

O futuro Campus Neurológico Sénior (CNS) terá uma vocação relacionada com doenças neurológicas degenerativas, nomeadamente as doenças de Parkinson e de Alzheimer, e uma unidade de reabilitação que será também dedicada a vítimas de AVC. Deverá estar concluído no primeiro semestre de 2012 e terá vários módulos funcionais. Um deles é o CNS Clínica Médica, com consultas na área da neurologia. Depois há a parte do internamento, com capacidade para 80 camas: o CNS Unidade Residencial de curta ou longa duração e o CNS Residência Sénior, com apartamentos, para pessoas que ainda estão autónomas, mas que sentem necessidade de estar perto de uma estrutura de apoio. Ou ficam algum tempo enquanto fazem a reabilitação ou a fisioterapia ou até para dar “férias” aos cuidadores, porque acontece às vezes às famílias precisarem de descansar dessa tarefa desgastante.

Outra valência importante da nova unidade é a investigação. Por um lado, porque um dos promotores do projecto, o neurologista Joaquim Ferreira, vai trazer parte das actividades de investigação que desenvolve noutras entidades. Por outro lado, estão previstas parcerias, como por exemplo com a Universidade Católica e o seu Instituto de Ciências da Saúde e a Escola de Enfermagem, adianta o site Badaladas.

Fonte: Tribuna Médica Press

Associação Portuguesa de Psicogerontologia

A Associação Portuguesa de Psicogerontologia-APP, Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos e de âmbito nacional, dedica-se às questões biopsicológicas e sociais inerentes ao envelhecimento e às pessoas idosas, visa a promoção da dignificação, respeito, saúde, autonomia, participação e segurança das pessoas idosas, num quadro de envelhecimento ativo e de solidariedade intergeracional, e de uma sociedade mais inclusiva para todas as idades, promove novas mentalidades e combate estereótipos negativos relativamente à idade e ao envelhecimento.

Artigos Relacionados